Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

Estudo Dinámico do Evangelho

Estudo Dinámico do Evangelho

Estudo Dinámico do Evangelho

Segunda edição

Índice

Abertura

Quais as razões para este estudo quando já existem tantos autores encarnados e desencarnados que se ocuparam em interpretar as passagens evangélicas? Autores como Allan Kardec, Leon Denis, Emmanuel, Pedro de Camargo Vinícius, Saramago e tantos outros mais cultos e mais capazes do que nós, já se ocuparam disto, o que leva alguém obscuro a tentar a mesma tarefa? Vaidade? Não. Afirmamos que não é vaidade, mas uma sede imensa de saber, de compreender a mensagem maravilhosa de Jesus de Nazaré, que nem as fraudes, as desfigurações, e as interpolações conseguiram anular.

O Evangelho ou os Evangelhos, no plural, tem sido estudado e examinado no meio espírita com uma visão religiosista, mística, e até igreijeira. Carlos Torres Pastorino, no livro Sabedoria do Evangelho faz uma abordagem histórica, e um exame dos documentos existentes desde o século I - d.C. Além desta obra estar esgotada há muito tempo, seus seis volumes com muitas abordagens esotérica (fechadas - iniciáticas) as vezes se mostra erudita, dificultando o entendimento dos mais simples, nos quais nos incluímos.

Sabemos que não temos nenhuma autoridade moral ou intelectual para fazer tal estudo, mas a nossa intenção primeira é que ele sirva para o nosso uso pessoal. O fato deste trabalho transformar-se em um curso foi mais por iniciativa dos amigos, que nossa.

Nossas fontes serão estudos já existentes e o que ficou sedimentado em nossa mente em 66 anos de vida física, 46 deles dedicados ao Espiritismo.

Nossa intenção em muitas passagens é a de humanizar a pessoa de Jesus, o Cristo grego ou Messias hebraico, para conhecer Jesus de Nazaré, o homem. No dizer de Kardec, o espírito mais perfeito já encarnado neste planeta de expiações e provas, com a missão de iluminar, esclarecer, guiar, e não a de salvar

Apesar de Allan Kardec ter feito um estudo sobre a divindade de Jesus, provando que ele não é Deus, nem mesmo um terço de Deus, o movimento espírita através de encarnados e desencarnados, tem divinizado a sua figura , copiando parcialmente o Cristo dos altares das igrejas.

Queremos deixar bem claro para quem vier a ler estas páginas, ou eventualmente participar deste curso, que amo e respeito Jesus de Nazaré, homem nascido pelos meios naturais através de um homem e uma mulher, nascido para uma missão, a de ensinar ao homem a descobrir e atualizar o Reino de Deus, que está dentro dele mesmo.

Amílcar Del Chiaro Filho


http://www.guarulhos.tur.br/sol